Com três campeãs na Áustria, seleção júnior mostra força e coloca o Brasil em segundo no quadro geral de medalhas

O investimento feito nas categorias de base pela CBJ em conjunto com clubes e federações estaduais vem gerando resultados expressivos para o judô brasileiro internacionalmente e credenciando o país como uma das maiores potências da modalidade também nas classes Sub 18 e Sub 21. Exemplo disso foi o desempenho da equipe júnior no último final de semana na Copa Europeia de Leibnitz, na Áustria, onde os brasileiros conquistaram três ouros, uma prata e um bronze colocando o país em segundo lugar geral no quadro de medalhas atrás apenas da Alemanha e à frente de potências como Japão, Itália, Holanda, Rússia e França.

“Além das medalhas, nós precisamos destacar o desempenho da equipe como um todo que foi muito bom. Levamos 17 atletas e dez deles chegaram ao bloco final com chances de lutar por um lugar no pódio. Numa competição dura, com as principais potências mundiais e chaves cheias com atletas que fizeram até sete lutas. Tivemos três ouros, assim como a Alemanha, que ficou em primeiro. A diferença é que eles foram com 72 atletas e o Brasil com 17”, avaliou Marcelo Theotônio, gestor das categorias de base da CBJ.

Os ouros vieram com as judocas Amanda Arraes (44kg), Laura Ferreira (48kg) e Ketelyn Nascimento (57kg), campeã da categoria mais cheia no feminino, com 40 atletas.

Amanda venceu quatro lutas para ser campeã ao superar a kosovar Erza Muminoviq na final, por ippon. No ligeiro, Laura também fez quatro lutas e venceu a turca Tugce Beder por ippon na final para ficar com o ouro. Já Ketelyn precisou vencer cinco adversária para ficar com o ouro na final contra a francesa Maryline Sidney. Ellen Santana garantiu mais uma medalha para as meninas ao vencer a holandesa Donja Vos na disputa pelo bronze.

A medalha do masculino veio com o meio-pesado Lucas Lima, que venceu suas quatro lutas preliminares e só caiu na final diante do japonês Kiyotaka Sekine.

A etapa da Áustria foi o segundo estágio internacional da equipe Sub 21 do Brasil que agora disputará o Campeonato Pan-Americano em Carlos Paz, na Argentina, nos dias 06 e 07 de julho. O Mundial da classe, que é a competição mais importante do ano, será em Nassau, nas Bahamas, no período de 17 a 21 de outubro.

Foto: Roland Marx/EJU

 

Fonte: CBJ | Assessoria Anju de Comunicação

Leave A Reply