Brasil encerra Mundial Militar de Judô com 10 ouros e 7 bronzes, liderando o quadro geral de medalhas

O judô brasileiro brilhou em casa e foi o grande campeão do Campeonato Mundial Militar disputado no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), no Rio de Janeiro, nos dias 08, 09 e 10 de novembro. Ao todo, o país conquistou 10 medalhas de ouro, sete de bronze e liderou o quadro geral de medalhas.

A campanha brasileira começou com os títulos das equipes masculina e feminina, na quinta-feira, 08.

Na sexta-feira, 09, primeiro dia de disputas individuais, sete brasileiros foram ao pódio: Eric Takabatake (60kg), Charles Chibana (66kg), Jéssica Pereira (52kg) e Rafaela Silva (57kg) foram campeões, enquanto Gabriela Chibana (48kg), Tamires Crude (57kg) e Marcelo Contini (73kg) conquistaram medalhas de bronze.

A equipe nacional repetiu o desempenho neste sábado, 10, último dia de competição e conquistou mais oito medalhas. Destaques para os títulos de Samanta Soares (78kg), Maria Suelen Altheman (+78kg), Eduardo Yudy Santos (81kg) e Rafael Macedo (90kg), além dos bronzes de Alexia Castilhos (63kg), Eduardo Bettoni (90kg), Leonardo Gonçalves (100kg) e David Moura (+100kg).

No quadro geral, o Brasil ficou em primeiro lugar, seguido pela Rússia (3 ouros, 6 pratas e 4 bronzes), França (3 ouros, 5 pratas e 3 bronzes), China (1 prata e 3 bronzes) e Polônia (1 prata e 2 bronzes).

FINAIS DESTE SÁBADO

A primeira medalha do dia veio com a meio-média Alexia Castilhos, que derrotou a polonesa Agata Ozdoba, por waza-ari, para conquistar um dos bronzes de sua categoria.

O primeiro ouro brasileiro no sábado foi no meio-médio masculino (81kg). Em luta equilibrada com Alan Khubetsov, Eduardo Yudy Santos conseguiu projetar o russo uma vez, marcando o waza-ari e, em seguida, projetou para o ippon que o consagrou como campeão mundial militar.

Na sequência, a novata Ellen Santana (70kg) teve a oportunidade de conquistar a medalha, mas deixou o bronze escapar ao sofrer um waza-ari no duelo com Anka Pogacnik, da Eslovênia, e terminou em quinto lugar.

A terceira medalha do dia foi o bronze de Eduardo Bettoni (90kg), que derrotou Wei Wang, da China, com um waza-ari no golden score.

E, na final do 90kg, Rafael Macedo derrotou Lorenzo Pericone, da França, por waza-ari, para garantir o ouro e a dobradinha brasileira no pódio.

O terceiro ouro brasileiro neste sábado foi conquistado pela meio-pesado Samanta Soares, que derrtou a russa Aleksandra Babintseva nas punições (3-2) para subir ao lugar mais alto do pódio.

Na disputa pelo bronze do 100kg, Leonardo Gonçalves não deu chances a Bojan Dosen, da Sérvia, e venceu o combate por ippon.

Maria Suelen Altheman (+78kg), também por ippon, levantou a torcida ao derrotar Julia Tolofua, da França, para ficar com o ouro.

E, por fim, David Moura (+100kg) projetou Yahya Hasaba (SYR) por waza-ari e, na transição ao solo, imobilizou o adversário por 10 segundos para vencer por ippon, fechando a contagem de medalhas para o Brasil.

Fonte; CBJ

Leave A Reply