Você pode deixar sua contribuição de diversas formas, seja qual for, ela será mais que bem vinda, nos ajudar você estará ajudando quem precisa!

  • Home
  • »
  • Notícias
  • »
  • Judocas de Nova Ubiratã conquistam 05 medalhas de ouro em Campeonato Interestadual

Judocas de Nova Ubiratã conquistam 05 medalhas de ouro em Campeonato Interestadual

Vinte duas medalhas de ouro, oito de prata e duas de bronze, esse foi o resultado da equipe mato-grossense durante o Campeonato Interestadual de Judô, realizado no último dia 06 (sábado) em Maracaju/MS.

A competição, uma das mais disputadas do País, contou com cerca de 80 competidores, sendo 60 de Mato Grosso do Sul e 20 de Mato Grosso, que na ocasião foi representado pelas cidades de Diamantino, Nova Marilândia, Nobres, Nortelândia, Alto Paraguai e Nova Ubiratã.

Composta por apenas cinco atletas a equipe de Nova Ubiratã foi um dos destaques da competição ao conquistar cinco medalhas de ouro e uma de prata.

As quatro primeiras medalhas de ouro vieram das mãos dos irmãos Jaqueline Nayara Montezuma e Kessy Montezuma, que fizeram uma dobradinha nas categorias Sub-13 ligeiro- pesado e Sub-15 Super ligeiro - Médio pesado, respectivamente.

Já a quinta medalha dourada foi conquistada pelo Sensei Cyro Capistrano que disputou na concorrida categoria Veterano pesado - acima de 100 kg.

Wellyngton Simão Silva conseguiu a a medalha de prata na categoria Sub-13 leve e protagonizou uma das mais disputadas lutas da competição.

Para o presidente da Associação Nova Ubiratãense de Judô (ANJU), Sensei Cyro Capistrano, o resultado positivo é o reflexo do trabalho desenvolvido na área social e demonstra o potencial dos atletas do município.

“Esses atletas treinam a menos de 02 anos e já se tornaram referencia nas principais competições do Brasil. Não tenho duvida que muitas conquistas ainda estão por vir”, orgulhoso comentou o Sensei.

Cyro ainda ressaltou a importância do apoio recebido, tanto do Poder Público quanto das empresas privadas.

“Participar de uma competição a nível estadual ou nacional não sai barato, temos que custear passagens, alimentação, hospedagem e inscrições. A maioria de nossos atletas vem de famílias humildes e sem o apoio da associação, prefeitura e das empresas Marques Contabilidade e Atual Modas, jamais teriam condições de participar dessas competições”, disse.

Campeonato Estadual – No final de julho os atletas ubiratãense fizeram bonito na 3ª Etapa do Campeonato Estadual de Judô, sediado no município de Santo Afonso, ao conquistarem 10 medalhas de ouro, 06 de prata e 09 de bronze.

Com o resultado a equipe assumiu a vice-liderança do campeonato ficando atrás apenas do município de Diamantino, grande favorita ao título.

Próximos desafios – Em setembro a equipe ubiratãense tem um encontro marcado com os maiores judocas do Brasil no Campeonato Brasileiro que acontece em Diamantino.

Em outubro eles voltam a subir no tatame desta vez na cidade de Rondonópolis que deve sediar a 4ª Etapa do Campeonato Estadual de Judô.

Garra e determinação – Se engana quem pensa que esses atletas demonstram raça apenas nos tatames. Para custear a viagem até o município de Diamantino a associação organizou a rifa de um tablet pelo valor simbólico de apenas R$ 3,00.

“Nossa meta é arrecadar R$ 1.800,00 que será revertido única e exclusivamente para custear os gastos com a viagem”, reforçou o Sensei.

Fonte: Ubiratã24horas
Redação: Michel Ferreira

Leia Também!

Com mais três bronzes neste sábado, Brasil encerra Grand Slam de Abu Dhabi com sete medalhas

Mayra Aguiar, Beatriz Souza e Maria Suelen Altheman foram ao pódio no último dia. Próxima competição do Brasil será o Grand Slam de Tóquio, em dezembro

Ver mais

Federação Catarinense de Judô adequa seus estatutos à Lei Pelé

Para obter recursos da Lei de Incentivo ao Esporte (LIE), representantes das agremiações aprovam novo estatuto por aclamação

Ver mais

Com mais de 30 mil acessos por mês site da Anju passa a receber patrocínio do Google

ANJU - Um Projeto de Vida

Ver mais

MPF/SP vai fiscalizar Conselho Regional de Educação Física por exigência irregular de registro a pessoas sem diploma na área

Decisão judicial proíbe que Cref4/SP controle a permissão de trabalho a profissionais como instrutores de dança, capoeira, ioga e artes marciais

Ver mais