Você pode deixar sua contribuição de diversas formas, seja qual for, ela será mais que bem vinda, nos ajudar você estará ajudando quem precisa!

  • Home
  • »
  • Notícias
  • »
  • Atletas de Nova Ubiratã conquistam 04 medalhas no Campeonato Brasileiro de Judô

Atletas de Nova Ubiratã conquistam 04 medalhas no Campeonato Brasileiro de Judô

A equipe de judô de Nova Ubiratã, composta por quatro atletas com idades entre 11 e 32 anos, foi um dos destaques durante o Campeonato Brasileiro de Judô, realizado nos dias 13 e 14 de maio, no interior do Estado de São Paulo.

A competição reuniu cerca de 300 atletas de 07 estados brasileiros, incluindo Mato Grosso, na ocasião representado pelos membros da Associação Ubiratãense de Judô (Anju), que trouxeram quatro medalhas, sendo duas de ouro, pra casa.

O primeiro ouro veio da atleta Jaqueline Nayara Montezuma, de 11 anos, na categoria peso pena sub-13. Em seguida foi a vez de Wellinton Simão da Silva, da categoria sub 13 meio leve, subir ao lugar mais alto do pódio.

Já o judoca Kessy Jhones Montezuma de Oliveira, categoria sub-13 até 75 kg, perdeu um dos confrontos e conquistou medalha de prata. O Presidente da Anju, Sensei Cyro Capistrano, também subiu ao pódio ao conquistar a medalha de bronze na categoria máster acima de 100 kg.

“Essa competição é uma das mais importantes do País e retornar para casa com um aproveitamento de 100% sinceramente superou todas as nossas expectativas”, comemorou o Sensei.

O próximo desafio dos atletas está marcado para 04 de junho em Nova Ubiratã durante a 2ª Etapa do Campeonato Estadual de Judô. Em novembro os atletas voltam a subir no tatame desta vez no Campeonato Internacional de Judô que será realizado na cidade de Buenos Aires, na Argentina.

“Estamos muito confiantes com o futuro do esporte em Nova Ubiratã, hoje nossa equipe é referencia em todo o Brasil, fomos lá e fizemos a nossa parte, porém para continuarmos é imprescindível o apoio das empresas locais e da população de uma forma em geral”, concluiu Capistrano.

Projeto Social – Os competidores fazem parte do projeto social do Serviço de Fortalecimento de Vínculos, desenvolvido em parceria entre a Secretaria de Ação Social e a Associação Anju.

O projeto criado a pouco mais de um ano atende cerca de 60 crianças e adolescentes em situação de risco ou vulnerabilidade, com aulas de dança, canto, teatro, violão e artes marciais.

Fonte: ubirata24horas

Leia Também!

Com mais três bronzes neste sábado, Brasil encerra Grand Slam de Abu Dhabi com sete medalhas

Mayra Aguiar, Beatriz Souza e Maria Suelen Altheman foram ao pódio no último dia. Próxima competição do Brasil será o Grand Slam de Tóquio, em dezembro

Ver mais

Federação Catarinense de Judô adequa seus estatutos à Lei Pelé

Para obter recursos da Lei de Incentivo ao Esporte (LIE), representantes das agremiações aprovam novo estatuto por aclamação

Ver mais

Com mais de 30 mil acessos por mês site da Anju passa a receber patrocínio do Google

ANJU - Um Projeto de Vida

Ver mais

MPF/SP vai fiscalizar Conselho Regional de Educação Física por exigência irregular de registro a pessoas sem diploma na área

Decisão judicial proíbe que Cref4/SP controle a permissão de trabalho a profissionais como instrutores de dança, capoeira, ioga e artes marciais

Ver mais